Contribua com o trabalho do SOS Ação Mulher e Família: Banco Santander (033) / Agência 0632 / Conta Corrente 13000863-4 / CNPJ 54.153.846/0001-90

sexta-feira, 31 de agosto de 2018

Minicurso "Crianças, pais e avós - considerações e intervenções sobre o convívio intergeracional" - 26/10/2018


Caism na vanguarda das tecnologias em contracepção

31, AGO - 2018
Autor








DIU mirena diminui o sangramento e é indicado a mulheres com cólicas menstruais e com endometriose
DIU mirena é indicado a mulheres com cólicas menstruais e com endometriose                                                                                Divulgação/Bayer

As pílulas orais para uso anticoncepcional surgiram nos Estados Unidos em meados da década de 1960. Este foi apenas o início de uma série de métodos que foram surgindo com vistas a evitar a gravidez. Novas vias de administração vêm sendo estudadas e utilizadas. No Ambulatório de Planejamento Familiar do Hospital da Mulher - Caism, da Unicamp, centro de referência para mulheres da macrorregião de Campinas, estão sendo ofertados os contraceptivos mais modernos do mercado. As pacientes podem inclusive contar hoje com os métodos de longa duração, como os DIUs (dispositivo intra-uterino) de cobre, principalmente com levonorgestrel, chamado mirena, com eficácia de cinco anos, além do implante subdérmico implanon, que inibe a ovulação da mulher por três anos.

★ 1° edição do Women in the Industry promove discussão sobre participação das mulheres no mercado audiovisual brasileiro


Com Marina Person e Vera Egito como convidadas, evento que acontece no dia 28, na Vila Madalena, debate a força da produção de diretoras e roteiristas

B9


em parceria com

Mulher e cinema andam juntos desde a invenção dos primeiros cinematógrafos no fim do século 19, mas o mercado audiovisual nunca pareceu muito amigável a esta interação. Embora a História da sétima arte tenha muito a agradecer às experimentações de Alice Guy Blanché e seja povoada por nomes de grandes diretoras, como Ida Lupino e Agnès Varda, sua indústria mantém um histórico preocupante, já que quase sempre prioriza a consagração de homens.

A mortalidade infantil cresce. Aumenta também a mortalidade materna

Carta Capital
por Drauzio Varella — publicado 26/08/2018
Depois de anos de esforços para reduzir a mortalidade maternoinfantil e ter o maior programa de vacinações gratuitas do mundo, estamos ladeira abaixo
Depois de tantos anos de esforços para reduzir a mortalidade maternoinfantil e organizar o maior programa de vacinações gratuitas do mundo, estamos ladeira abaixo.

Feminismo para céticos

por Joanna Burigo — publicado 30/08/2018
Carta Capital

Em tempos de eleições e disputas políticas acirradas, há vantagens em conversar sobre feminismo com quem não é feminista?
O debate público sobre quaisquer temas relacionados a questões sociopolíticas – nos últimos anos e de forma acentuada neste período eleitoral de 2018 – parece feito de pólvora para a qual discordâncias servem de faísca. Mas o futuro, que é sempre incerto, parece estar desenhando um quadro tenebroso para as mulheres, o que explica e justifica nossa aflição e nervos à flor da pele.
Porém nem só de animosidade é feito o caminho entre um polo e outro de uma discussão. O diálogo continua sendo uma ferramenta possível, e seu potencial didático e democrático persiste apesar do sufocamento aparente das polarizações e pontos de vista contraditórios.

Como a polêmica do aborto está levando católicos a pedirem desligamento oficial da Igreja na Argentina

Marcia Carmo
De Buenos Aires para a BBC News Brasil
29 agosto 2018

Batizada na Igreja Católica, a assistente de informática Silvia Mollo, de 63 anos, está entre os muitos argentinos que entraram neste mês com pedido na Arquidiocese de Buenos Aires para se desligar oficialmente da instituição religiosa.

Mollo diz que passou a "duvidar" da Igreja nos últimos tempos, após o que considera uma falta de providências diante de denúncias de abusos sexuais envolvendo sacerdotes. "Além de ser batizada, fiz minha crisma há apenas quatro anos. Mas agora mudei de ideia. Não podemos mais admitir estes abusos sexuais e ver que a cúpula da Igreja não faz nada", afirma.

Síndrome de Capgras, o estranho mal que faz pacientes pensarem que pais e cônjuges são sósias impostores

Duas caras do mesmo homemDireito de imagemISTOCK/GETTY IMAGES
Image captionMal foi descrito pela primeira vez no início dos anos 20
BBC
30 agosto 2018
Em 1995, o casal galês Alan e Christine Davies sofreu um acidente de carro.
Após o trauma, ele se convenceu, por uma série de flashbacks e reminiscências, que sua esposa, de 31 anos, tinha morrido. Mas ela tinha sofrido apenas uma lesão na coluna cervical.
Alan estava certo de que a mulher que estava a seu lado era uma sósia, que estava se passando por Christine. E passou a demonstrar pouca afeição pela "impostora".

Do ressentimento entre pai e filho

Como se constrói a distância e o silêncio entre pai e filho?
Frederico Mattos
16 de Agosto de 2018
Eu sempre brinquei que os dias dos pais, se comparado ao das mães, parecia um dia mais amargurado. Começando pelo índice de ausência de homens nas comemorações escolares, em que as crianças pequenas parecem sempre contar com um vô querido ou um tio mais participativo.

Existe uma crise dos meninos?

O autor do recém lançado livro "The Boy Crisis" examina essa questão em uma fascinante palestra
Guilherme Nascimento Valadares
29 de Agosto de 2018
Dr. Warren Farrell inicia sua palestra, para um auditório lotado, com duas perguntas:
"Quem aqui tem um filho, sobrinho ou irmão pequeno?"
"Desses, quais apresentam distúrbios com déficit de atenção, falta de motivação, vício em videogames ou comportamento agressivo e anti-social?"

A criminalização do aborto: execução arbitrária de mulheres em debate no STF

Ingrid Leão
Quarta-feira, 29 de agosto de 2018
A morte por aborto é uma execução arbitrária quando o óbito de mulheres está relacionado a uma legislação criminalizadora. Dessa maneira, está no ordenamento jurídico a responsabilidade por discriminar mulheres no exercício do direito à vida, por isso a noção de assassinato com participação do Estado (execução) não depender de uma ação do Estado.

Casais homoafetivos e a reprodução assistida

“Qualquer maneira de amor vale a pena e ninguém, nessa vida, deve ser diminuído em razão dos seus afetos. A vida boa é feita dos nossos afetos, dos prazeres e da busca pela felicidade”.
Luiz Roberto Barroso
Mariana Galhardo FrassonMariana Galhardo Frasson
Quinta-feira, 30 de agosto de 2018
“Os meus, os seus e os nossos” a possibilidade de casais homoafetivos de realizarem o sonho de ter filhos é possível desde o ano de 2015, quando o Conselho Federal de Medicina, por meio de resolução, permitiu a fertilização in vitro, também conhecida por reprodução humana assistida.

quinta-feira, 30 de agosto de 2018

POLÍTICAS PARA AS MULHERES: DE OLHO NAS PROPOSTAS DOS PRESIDENCIÁVEIS

Agência Patrícia Galvão
30/08/2018

Dando continuidade à série, apresentamos as propostas dos candidatos para aquelas que representam mais da metade do eleitorado brasileiro e não sabem em quem votar
As mulheres constituem 51% da população brasileira e mais de 77 milhões de eleitoras. Segundo a última pesquisa Datafolha, a metade delas ainda não sabe em quem vai votar para Presidente daqui a 40 dias.

MÃES AFASTADAS DOS FILHOS SE UNEM PARA QUESTIONAR ALIENAÇÃO PARENTAL

Lei de 2010 para punir interferência na formação da criança mobiliza diferentes correntes

Agência Patrícia Galvão
24/08/2018
Assustada após relatos do filho, machucados em partes íntimas e alertas da terapeuta, uma mãe denuncia o pai da criança por abuso sexual e, depois de um processo judicial extenuante, é acusada de ter problemas mentais, perde a guarda e até o direito de ver o menino, que é entregue definitivamente ao pai.
O roteiro é igual para dezenas de mães que, afastadas de seus filhos pela Justiça após denúncias de agressões ou abusos sexuais, criaram um coletivo contra as decisões.

Ministro norueguês renuncia ao cargo para priorizar carreira da esposa

30.08.2018
O ministro norueguês dos Transportes, Ketil Solvik-Olsen, anunciou nesta quinta-feira sua renúncia ao cargo para dar prioridade durante um ano à carreira da esposa, médica, um gesto considerado exemplar para a paridade entre homens e mulheres.

ImageMagica, Eaton - Brasil e SOS Ação Mulher e Família: Curso de Fotografia e Empreendedorismo

Qual é o seu propósito de vida? Esse questionamento foi o ponto de partida para o começo da nossa jornada de empreendedorismo e evolução pessoal com essa turma linda de mulheres aqui em Campinas. Agradecimentos especiais à SOS Ação Mulher e Família e EATON - Brasil que estão ao nosso lado durante todo esse caminho. ❤️



Lesbocídio cresce 150% nos últimos quatro anos

Destak
29.08.2018 por Afonso Ribeiro

No Brasil, 126 mulheres morreram entre 2014 e 2017 por serem lésbicas

Nesta quarta-feira, quando se comemora o Dia da Visibilidade Lésbica no país, os números da violencia contra as mulheres são um alerta. No Brasil, 126 mulheres morreram entre 2014 e 2017 por serem lésbicas. O levantamento inédito realizado pelo Núcleo de Inclusão Social da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) revela um aumento de 150% dos casos nos últimos quatro anos.

quarta-feira, 29 de agosto de 2018

Tela engajada: séries e programas de TV falam de feminismo e outras questões

Cultura séries - Strike a Pose  (Foto: Divulgação)

Programas da vez se destacam por abordar feminismo, transexualidade e questionar padrões de beleza

22.08.2018 - POR BÁRBARA TAVARES

Strike a POSE Ambientada no final dos anos 1980, POSE fez seu début nos Estados Unidos em grande estilo. A nova aposta da dupla Ryan Murphy e Brad Falchuk (Glee, American Horror Story) já carrega o título de série com maior elenco transgênero da história. Com oito episódios de uma hora cada, o seriado explora os elementos da sociedade nova-iorquina da época num enredo dançante. Estão ali a cultura dos bailes, o luxo e a ostentação do início da era Trump e a cena cultural fervilhante da cidade – e também a trans/homofobia, o racismo, a proliferação do HIV e a não aceitação social a qualquer um que não se encaixe no padrão. No Brasil, POSE tem previsão de estreia para 28 de setembro nos canais FOX Premium.

Eliana Souza Silva: a porta-voz das mulheres negras, pobres e faveladas do país

20.08.2018 | POR CAROL SGANZERLA, DO RIO DE JANEIRO

Marie Claire

Ativista mais importante da Maré, o complexo de favelas que abriga 140 mil pessoas no Rio, Eliana Sousa Silva é nascida na Paraíba e criada no subúrbio fluminense. Ela dedicou a vida a enfrentar a violência contra os moradores da comunidade. Viu crianças serem assassinadas, foi ameaçada de morte, mas nenhuma brutalidade a impediu de criar uma ONG que aumentou em seis vezes o número de jovens da comunidade dentro de universidades – uma delas foi Marielle Franco. Prestes a organizar o Women of the World, maior evento de liderança feminina do mundo, no Rio, conversou com Marie Claire sobre sua luta e alerta: o feminismo ainda não entrou na favela

terça-feira, 28 de agosto de 2018

Aborto

IstoÉ

Antonio Carlos Prado

17/ago/18

Há quem seja a favor, há quem seja contra, e dificilmente os dois lados mudam de opinião. Temos, democraticamente, de respeitá-los: acolher os posicionamentos mantendo o diálogo. Estamos falando da interrupção voluntária da gravidez, por livre manifestação de vontade da gestante ou, na hipótese de seu impedimento, por intermédio de quem legalmente a represente (não nos referimos à gravidez advinda de estupro ou que coloque em risco a vida da mãe). Assim, foi democrática a iniciativa da ministra do STF Rosa Weber ao abrir o debate sobre a questão por meio de audiências públicas, reunindo entidades religiosas, comunidades científicas e o Ministério da Saúde.

Aumenta número de vítimas de mutilação genital feminina na Alemanha

Mulher com faca na mão
Em alguns países, a mutilação genital feminina é vista como um pré-requisito para o casamento
  • 27.08.2018
  • Kate Brady
Organização estima que 65 mil mulheres afetadas pela prática vivam no país, sofrendo seus efeitos físicos e psicológicos. A DW conversou com uma somali submetida ao procedimento aos 11 anos de idade.

A dura realidade das prostitutas na Alemanha

  • DW
  • 23.06.2018
  • Naomi Conrad, Esther Felden
Prostituição voluntária é mito, afirma ativista. Ex-prostituta e policial revelam dia a dia de angústia, exploração e direitos negados; cafetões violentos, mulheres tatuadas como gado e bordéis lembrando galinheiros.

Por que custa mais caro ser mulher?

por Carol Castro — publicado 27/08/2018
Carta Capital

Taxa rosa, padrões de beleza: tudo tem um custo. Para piorar, elas recebem até 38% menos que eles para ocupar a mesma função no mercado de trabalho

Um rímel por 50 reais, corretivo por mais 30 reais e blush por outros 50. Um creme antiidade por 100. Fora o batom, as roupas – porque não dá para repetir sempre a mesma calça básica -, os óleos corporais e faciais, os gastos semanais com manicure, cremes para cabelo. Ser mulher custa caro. E ignorar os padrões de beleza pode custar ainda mais.

Século 21: Dividir tarefas domésticas não é um favor, mas uma obrigação


"Não é responsabilidade de mais ninguém lhe ensinar a ter consideração. Esse é seu trabalho"

Por Constance Hall

23 jul 2018

Veja

Recentemente, enquanto reclamava com meus amigos do fato de que faço absolutamente tudo na minha casa, e todos entoavam “amém, Rainha”, alguém me disse: “se você quer ajuda, você precisa ser específica… peça por isso. Pessoas precisam de listas, elas não leem mentes.”
Então foi isso que tentei… especificidades…

Banco Mundial premia ilustrações sobre a Lei Maria da Penha

Arte de Inaê Pereira Gouveia Coelho, 1o lugar na categoria profissional do Concurso Maria da Penha.
Arte de Inaê Pereira Gouveia Coelho, 1o lugar na categoria profissional do Concurso Maria da Penha.

ONU
24/08/2018

Concurso de Ilustração da Lei Maria da Penha, promovido pelo Banco Mundial e pela Câmara dos Deputados, premiou uma nova geração de artistas que veem na diversidade e na solidariedade o caminho para dar mais poder às mulheres e enfrentar a violência.

ONU participa da construção de unidade materno-infantil em presídio feminino no Rio

ONU
24/08/2018

O diretor adjunto para América Latina do Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos (UNOPS), Giuseppe Mancinelli, visitou na quarta-feira (22) o presídio feminino Instituto Penal Talavera Bruce, no Rio de Janeiro (RJ), com o objetivo de conhecer o local onde a agência trabalha na construção de uma unidade materno-infantil.

Direito ao aborto: a Onda Verde na América Latina

Mega-mobilização argentina repercute em diversos países e desafia leis repressoras. Despertar feminista pode sacudir predomínio conservador na região — onde Apenas Cuba, Uruguai e Guianas respeitam direito de decidir
Por Fabiana Frayssinet | Tradução: Inês Castilho
A rejeição do Senado argentino ao projeto de descriminalização do aborto não deteve um movimento latino-americano que já está nas ruas e se expande, de forma cada vez mais articulada, entre as organizações de mulheres da região – que tem as leis e políticas mais restritivas contra o direito de decidir. Aprovado na Câmara de Deputados e depois rejeitado por apenas 38 a 31 votos em 9 de agosto, o projeto de interrupção voluntária da gravidez na Argentina e a histórica mobilização social que o acompanhou nas ruas era uma esperança para outros países.

domingo, 26 de agosto de 2018

Será que eu devo fazer uma vasectomia? | Consultório #4

Aparentemente, os homens estão fazendo vasectomia por causa da crise. Mas quais os riscos e implicações disso?

Antônio Modesto
21 de Agosto de 2018

“Professor, você viu que os homens estão fazendo mais vasectomia por causa da crise?”, me disse um aluno semana passada, quando a Folha de São Paulo noticiou que a realização de vasectomias no Brasil aumentou 42% entre 2011 e 2017. Mais especificamente, houve um aumento de 20% nos procedimentos realizados no SUS e de 110% (ou seja, mais que o dobro) nos convênios. A matéria associa essa variação à crise econômica – de fato, o maior crescimento foi nos últimos dois anos.
Hoje vamos falar desse famigerado procedimento.

Prisão por dívida alimentar exige demonstração da urgência na prestação dos alimentos

Para a 3ª turma do STJ, a prisão deve ostentar natureza excepcional.
Migalhas
sexta-feira, 24 de agosto de 2018

A 3ª turma do STJ concedeu HC a um homem que responde a duas ações de execução por atraso no pagamento da pensão alimentícia. Para o colegiado, o caso não preenche alguns requisitos de caráter de urgência da prisão civil.

Novo crime: importunação sexual

Eudes Quintino Junior
O Senado Federal aprovou projeto de lei que torna crime a importunação sexual consistente na prática contra alguém de ato libidinoso a fim de satisfazer desejo próprio ou de terceiro.
domingo, 26 de agosto de 2018

Código Penal, apesar de envelhecido em muitos de seus conceitos, sistematicamente vem sofrendo alterações para atender os mais urgentes reclamos sociais. É tarefa árdua, pois mesmo com toda legislação penal catalogada, o índice de criminalidade vem atingindo níveis insuportáveis de insegurança, frustrando não só os cidadãos como o próprio aparelhamento persecutório do Estado, que se encontra impotente.

SOS Ação Mulher e Família esteve presente ao Seminário "Acesso à Informação e Violência contra as Mulheres"

Para tratar da produção de pesquisas científicas sobre políticas de enfrentamento à violência contra as mulheres, o Grupo de Pesquisa Direitos Humanos, Democracia, Política e Memória do Instituto de Estudos Avançados (IEA) da USP realizou o seminário Acesso à Informação e Violência contra as Mulheres no dia 23 de agosto de 2018, em São Paulo.

Participação do sociólogo Manuel Lisboa, da Universidade Nova de Lisboa, Portugal, e do economista José Raimundo Carvalho, da Universidade Federal do Ceará. Coordenação de Wânia Pasinato, socióloga e assessora do programa USP Mulheres.


Não é preciso ofensa direta para configurar discriminação sexual, decide TRT-12

Mesmo não havendo ofensas diretas ao empregado, rigor excessivo e cobranças diferenciadas podem configurar ato discriminatório. Esse foi o entendimento aplicado pelo Tribunal Regional do Trabalho da 12ª Região (SC) ao condenar uma empresa a pagar R$ 10 mil a funcionário gay por discriminação sexual.

Planejamento sucessório como instrumento de prevenção de litígios familiares

O Direito das Sucessões surgiu para garantir a continuidade do patrimônio através das gerações, mas sabemos que essa continuidade nem sempre é tranquila e muitas vezes a sucessão se converte em rompimento, originando verdadeiros dramas familiares. Em torno da herança surgem quizílias capazes de provocar a dissolução precoce da coesão da família, com repercussão direta nas relações patrimoniais. Não são poucas as empresas que feneceram em razão das disputas entre os herdeiros ou de sua inabilidade para gerir o patrimônio ou conduzir os negócios.

Em parceria com a Sempre Livre, Fox lança documentário sobre os estigmas da menstruação


"Nosso Sangue, Nosso Corpo" busca criar diálogo aberto sobre a menstruação com a geração Z, além de abordar outros assuntos do universo feminino

por Soraia Alves
B9
20.ago.2018

Em uma parceria com a marca Sempre Livre e produção do Fox Lab com a YOURMAMA, a Fox estreou o documentário “Nosso Sangue, Nosso Corpo”, que tem como objetivo reforçar o novo posicionamento da marca e naturalizar a conversa sobre menstruação.

Adobe e 65|10 lança segunda edição do Mulheres (In)Visíveis, projeto que destaca a diversidade da mulher brasileira

Com fotos tiradas por Helen Salomão, iniciativa conta com um banco de 97 imagens com registros de mulheres de todos os tipos e perfis

por Pedro Strazza
24.ago.2018

Que a publicidade brasileira vive de estereótipos é um fato que ninguém discute. Embora a representatividade tenha se tornado pauta das agências nos últimos anos, o meio da propaganda ainda propaga ideais de beleza inalcançáveis, especialmente com as mulheres que são representadas sob diferentes formas de divulgação com o mesmo perfil, o da modelo de proporções corporais e faciais perfeitas.

Mesmo com descentralização de serviço, esterilizações feitas pela rede de Campinas caem 39,2% no 1º semestre

Especialista da Prefeitura alega que profissionais passam ainda por capacitação e afirma que números devem melhorar no 2º semestre.



Campinas (SP) registrou queda de 39,2% nos procedimentos de esterilização feitos pela rede pública no primeiro semestre de 2018 sobre igual período de 2017. Entre os homens, os números de vasectomias tiveram baixa de 33,5%. A quantidade de mulheres que passaram pelo processo de laqueadura caiu 47,6%.

Mulheres ainda lutam por direito à contracepção e ao aborto legal em comunidades pernambucanas

Um estudo realizado em comunidades pernambucanas mostra que, nove anos depois de um aborto legal em uma menina de 9 anos ter sido punido com excomunhão, as mulheres continuam impedidas de decidir sobre a contracepção e sobre a interrupção legal da gravidez

21 de agosto de 2018
Joana Suarez

Camila* completou 18 anos. Ela e a mãe se desesperam só de pensar em falar do passado. Esconderam-se de todos, tiveram que mudar de cidade para nunca mais tocar no assunto que é lembrança de muita dor. Nove anos atrás, Camila era miudinha, desnutrida – tinha 9 anos de idade, mas parecia ter 5. Foi ao posto de saúde de Alagoinha, cidade de 15 mil habitantes, no Agreste pernambucano, e o médico achou que a menina estava com verme. Foi a uma cidade próxima e suspeitaram da gravidez. Na capital, veio a confirmação: ela estava grávida de gêmeos havia cerca de três meses. Era resultado de estupros do padrasto, apontados também como causa para a antecipação da primeira menstruação da menina para 8 anos de idade.

Os espelhos refletem as nossas luzes e as nossas sombras

Dal Marcondes  21/08/2018
por Leno Silva, especial para a Envolverde – 
Comprei um espelho que me permite olhar para mim mesmo de corpo inteiro. Por ser também um objeto de decoração, ele está instalado na sala, em um lugar de fácil visualização.

Cem Minas na Rua

Ana Maria  21/08/2018
A Rua Heliodoro Ébano Pereira, na Lapa de Baixo, vai ganhar a cor e a força das mulheres na Virada Sustentável 2018. No domingo, dia 26 de agosto, os muros da via serão grafitados por mais de cem artistas mulheres. A ação será parte do evento Cem Minas na Rua, que além da grafitagem terá também rodas de conversa e atividades artísticas, tudo feito por mulheres.
A iniciativa é uma realização da Prefeitura Regional da Lapa, em parceria com a Virada Sustentável e o apoio da Liberty Seguros. Após a ação, o espaço será simbolicamente batizado de Rua das Cem Minas.

sábado, 25 de agosto de 2018

Valentina Tereshkova, a primeira mulher no espaço


Dia Internacional da Mulher 2018

Em 16 de junho de 1963, às 10h30, a nave Vostok-6 entrava na órbita terrestre. No seu comando estava Valentina Tereshkova, a primeira mulher a voar ao espaço exterior; Chaika (“gaivota”, em russo) foi o seu codinome naquela missão. Deu 48 voltas em torno da Terra durante 71 horas, mais tempo do que o previsto, por causa de um erro na trajetória da sua nave.